quinta-feira, 16 de julho de 2015

Aziz Ab'Saber: geógrafo, pensador e ambientalista

O geógrafo Aziz Ab'Saber (1924-2012) foi uma das principais referências no Brasil em assuntos relacionados ao meio ambiente e a impactos ambientais decorrentes das atividades humanas. Professor Emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, professor honorário do Instituto de Estudos Avançados da mesma universidade, Ab'Saber foi também ex-presidente e Presidente de Honra da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Filho de imigrante libanês, e de brasileira de ascendência portuguesa, Aziz Nacib Ab’Sáber nasceu em São Luiz do Paraitinga, nas serranias paulistas das cabeceiras do Rio Paraíba do Sul, em 24 de outubro de 1924. Guardava nas memória as lembranças das paisagens do Planalto Atlântico, da Serra do Mar e da Planície Litorânea na região de Ubatuba, que foram de importância fundamental na sua formação de geógrafo.

Entre 1944, quando obteve o título de bacharel e se licenciou em Geografia e História, e 1965, quando se tornou livre-docente, procurou conhecer o Brasil, aproveitando a filiação na Associação dos Geógrafos Brasileiros, que promovia reuniões anuais em diversos locais do país. Como as reuniões se davam em pequenas cidades, em lugar de capitais estaduais, houve a oportunidade de desenvolver pesquisas de campo nos arredores dessas cidades. A Associação dos Geógrafos foi fundamental na vida de Ab’Saber, pois permitiu-lhe conhecer o Brasil e divulgar suas observações em pequenas notas sobre as áreas visitadas.

Aziz Nacib Ab’Saber fez dos estudos profundos sobre a geografia do país as suas armas na defesa dos recursos naturais. O professor costumava dizer que é preciso conhecer e respeitar a natureza para manter o equilíbrio do meio-ambiente. Durante quase 70 anos dedicou seus estudos à geografia, se tornando referência no assunto no país e internacionalmente, tendo recebido o Prêmio Unesco para Ciência e Meio Ambiente de 2001, entre outros. Considerado o principal geomorfologista do país.

A notoriedade como geógrafo, geomorfólogo e cientista das geociências não o entrincheirou no meio acadêmico; sempre esteve presente nos grandes debates nacionais, sobretudo quando os temas se relacionam com meio ambiente ou, como ele mesmo diz, com "a parte menos aquinhoada da sociedade brasileira".

Seu livro, Ecossistemas do Brasil, apresenta os aspectos fitogeográficos e abióticos que cercam os principais ecossistemas encontrados nos grandes domínios da natureza brasileira. A obra traz 253 imagens feitas pelo fotógrafo Luiz Claudio Marigo. 'Ecossistemas do Brasil' traz o universo das relações ecológicas dos principais tipos de vegetação brasileiros, desde quando o país ainda era um paraíso tropical intocado até o atual estágio de ocupação humana do território nacional. Por esse motivo, representa um grande passo para ampliar o conhecimento científico em torno das questões ambientais e promover a valorização cultural e social da conservação da natureza brasileira.

Em "O que é ser geógrafo" , podemos conhecer um pouco das memórias profissionais de Ab'Saber contadas em depoimento à jornalista Cynara Menezes. "O que é ser geógrafo" ensina como enxergar a terra, o relevo, a natureza e mesmo as fotos de satélite de outra maneira. O homem é parte integrante e atuante disso tudo: migra, constrói, destrói. Até um pouco das origens ancestrais do Brasil, Ab'Saber mostra aqui, com seus estudos sobre o movimento de descida e subida do nível do mar através dos milênios ou suas pesquisas em vestígios deixados pelos homens pré-históricos. O livro traz, ainda, "A teoria dos redutos", talvez a mais importante contribuição do professor Aziz Ab'Saber à ciência.

Sua produção contabiliza mais de 500 trabalhos, entre artigos acadêmicos, teses, capítulos de livros, prefácios e apresentação de livros, resenhas, publicações em jornais, revistas, documentos e relatórios.

A seguir, duas importantes entrevistas com  Aziz Ab'Saber. Na primeira, feita pelo Programa Roda Viva (da Tv Cultura, em 1992), Ab'Saber discute os problemas do meio ambiente e o comportamento do homem diante dos mesmos, estabelecendo uma relação entre ciência e política. Na segunda entrevista, feita pela Biblioteca Mário de Andrade em 2008, o professor dá um importante depoimento sobre sua vida pessoal e sua formação.




Um comentário:

Profª Anira disse...

Parabéns pelo blog. Leciono Geografia também. Abraço.
Anira
Meu blog: navegandooutrosmares.blogspot.com