terça-feira, 12 de março de 2019

Equador e a "Metade do Mundo" - a linha que não estava lá!

A República do Equador é um país localizado na América do Sul e sua Capital é Quito.  Este país está cheio de riquezas em recursos naturais e dinamismo cultural. Uma dessas atrações culturais e geográficas é a chamada linha do Equador.  

A linha do Equador está localizada na província de San Antonio de Pichincha, 13,5 quilômetros ao norte da cidade de Quito. O nome da República do Equador deriva desta linha que representa metade do mundo em termos de latitude. 

O Equador divide a terra em duas metades, chamadas hemisférios, formando um plano perpendicular ao eixo de rotação da terra, passando por seu centro. Em San Antonio de Pichincha, essa linha imaginária é representada por uma fixa amarela marcada em sua superfície.


Turistas que sempre visitavam essa localidade, encontravam a "Metade do Mundo": um parque estatal que presta homenagem ao Equador.  O objetivo da grande maioria é ficar em pé sobre famosa  linha amarela pintada no chão deste monumento que marca  ponto médio da Terra - zero graus de latitude, zero minutos e zero segundos.


Todavia, para os turistas que se deleitam com a noção de estar, pelo menos uma vez, no centro das coisas, a verdade pode ser um pouco decepcionante.

A Linha Equatorial verdadeira fica a centenas de metros ao norte!

O monumento atual, construído em 1979, tem quase 30 metros de altura. Originalmente, o local continha  um monumento menor, erguido em 1936. Os construtores, acreditavam que estavam colocando o monumento no local correto. Entretanto, as técnicas de medição da época não eram tão precisas quanto as de hoje.


O monumento original foi construído para comemorar o duzentos anos da chegada, no País Equador, da Missão Geodésica Francesa. Uma expedição científica do século XVIII destinada a ajudar a determinar se a circunferência da Terra era maior no Equador ou em torno dos pólos.

De acordo com um dos dispositivos GPS mais utilizados, a  Latitude zero fica a cerca de 250 metros ao norte do monumento visitado pelos turistas. Lá há um pequeno local de propriedade privada chamado Inti-ñan, Com uma mensagem em uma placa informando que sua localização é "calculada com GPS" e indica com precisão a verdadeira latitude zero.


Além do símbolo da linha e da atração turística que eles representam, há curiosidades ou simplesmente detalhes sobre ele que são pouco conhecidos pelos turistas.

Um deles é o peso. Não importa se é sobre pessoas, animais e coisas, sempre o peso na zona da linha do Equador é menor devido à ação da gravidade exercida por sua localização geográfica. Então seu peso diminuirá entre 200 e 500 gramas. Outro detalhe interessante é que a linha do Equador também passa por 14 países (lembre-se que ela atravessa todo o planeta).

A apenas 5 km da linha há um vulcão. Ele está localizado na Reserva Geobotânica de Pululahua, de 13.000 hectares, que abriga milhares de espécies de plantas e uma grande variedade de pássaros, mamíferos e insetos. O Pululahua é  uma das duas únicas crateras habitadas do mundo, que você pode descer a pé, do ponto de vista de Pululahua, ou de carro.